Assim como todos nós temos cores diferentes de cabelo e pele, as pessoas também têm coloração diferente dos dentes. Alguns dentes são mais amarelos que outros, enquanto outros amarelam com o tempo de vida do indivíduo.

Dentes amarelados nos remetem a imagem de envelhecimento precoce, apatia e falta de cuidados. Dentes brancos proporcionam o aspecto de saúde.

Um sorriso bonito com dentes brancos eleva a autoestima, melhora a qualidade de vida, aumenta a sociabilidade, gera confiança e mais vitalidade.

O clareamento dental é um dos procedimentos estéticos mais requisitados no consultório odontológico, principalmente por indivíduos que estão insatisfeitos com a coloração dos seus dentes. É um tratamento (que não é tão simples quanto parece e que apresenta alguns riscos) e deve ser realizado sob orientação e supervisão de um profissional.

Ele pode ser realizado de três formas: no consultório, em casa, ou com a associação de ambos, e o tempo de tratamento vai depender principalmente de fatores como o método utilizado, a coloração inicial do dente e da colaboração do paciente com o tratamento. A longevidade do clareamento é variável de um paciente para outro, mas de acordo com estudos o tempo médio de retenção de cor é de 2 a 3 anos.

O tratamento não dói, mas o paciente pode apresentar sensibilidade nos dentes durante e após a sua realização, que vai variar de uma pessoa para outra. Existe também uma preocupação por parte dos pacientes de que o clareamento prejudica o esmalte dos dentes, mas isso é um mito. O procedimento consiste em uma reação química, não abrasiva, que não oferece dano algum para a estrutura dos dentes, mas para isso o paciente deve seguir as orientações de um profissional e evitar utilizar métodos caseiros que, esses sim, prejudicam e comprometem a estrutura do dente.

Pode haver algumas limitações para a realização do tratamento que devem ser conversadas com o seu Dentista, como a presença de restaurações, próteses fixas ou móveis de acrílico ou porcelana, hipersensibilidade a algum componente do produto, pacientes grávidas ou lactantes, presença de problemas gengivais como gengivites ou periodontites ou pacientes que apresentem sensibilidade exagerada durante e/ou após a realização do tratamento ou hipersensibilidade dentária. O clareamento dental também não é indicado para crianças, portanto, deve ser realizado de acordo com a avaliação do profissional e necessidade do paciente em indivíduos que possuam condições adequadas para o tratamento.

Durante o tratamento, e aproximadamente 5 a 7 dias após, não é indicado o consumo de bebidas ou alimentos com muita acidez e que possuam corantes fortes (como café, vinho tinto, chás, refrigerantes etc.), nem fumar. Esses hábitos devem ser mantidos pelo paciente após o tratamento para proporcionar maior longevidade da cor alcançada pelo clareamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*